Artigos

O Papa Eugênio IV e o Empréstimo de Dinheiro Judeu em Florença: O Caso de Salomone di Bonaventura durante a Chancelaria de Leonardo Bruni

O Papa Eugênio IV e o Empréstimo de Dinheiro Judeu em Florença: O Caso de Salomone di Bonaventura durante a Chancelaria de Leonardo Bruni


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O Papa Eugênio IV e o Empréstimo de Dinheiro Judeu em Florença: O Caso de Salomone di Bonaventura durante a Chancelaria de Leonardo Bruni

Por Andrew Gow e Gordon Griffiths

Renaissance Quarterly, Vol. 47, No. 2 (1994)

Introdução: Em seu Eulogia de Florença (Laudatio Florentinae Urbis) Leonardo Bruni elogiou sua constituição por dar o primeiro lugar à justiça, “sem a qual nenhuma cidade pode existir ou merecer o nome”. Além disso, ele disse: “Não apenas os cidadãos, mas também os estrangeiros são protegidos por esta comunidade. Não sofre dano a ninguém, e se esforça para fazer com que todos, cidadãos ou estrangeiros, recebam a justiça que lhe é devida. ” Durante o mandato de Bruni como chanceler de Florença, no entanto, ouvimos falar de um banqueiro judeu que foi arruinado pela multa mais pesada da história da cidade após um julgamento que um estudioso moderno descreveu como um monstruoso erro judiciário.


Assista o vídeo: Jair Bolsonaro acaba de lamentar pelo o que aconteceu hoje. (Julho 2022).


Comentários:

  1. Daylon

    ENGRAÇADO)))

  2. Tojahn

    todo mundo tem medo que ele seja perigoso... estou indo embora!!!!!!

  3. JoJolrajas

    Coisa elegante

  4. Bardalph

    Na minha opinião, você está enganado. Eu posso defender a posição. Escreva para mim em PM, vamos conversar.



Escreve uma mensagem